Ele não sai do meu pé!

No desabafo nossa leitora não aguenta mais o ex.

Vocês namoraram e anos depois a mesma pessoa insiste em você.

Nossa amiga está desesperada pra se livrar do ex que até hoje parece não perceber que ela não quer mais. O que fazer?


Ele não sai do meu pé!


Eu tinha 18 anos quando tive meu primeiro namorado. Foi muito bom, mas acho que as coisas entre a gente foram rápidas demais.

A gente se conheceu pela internet no dia 1º de abril de 2007 (difícil esquecer), e já no primeiro dia de conversa no msn ele queria meu tel. Eu fui firme e disse não, afinal ele era uma pessoa que eu tinha acabado de conhecer.

Depois de duas semanas de ele ter conversado com a minha mãe, e de muita insistência da parte dele, eu passei meu numero pra termos um contato mais direto e logo depois ele começou a insistir num primeiro encontro.

Sinceramente, eu estava bastante insegura sobre essa questão por vários fatores. Primeiro, porque as coisas estavam indo muito rápido, e isso estava me deixando assustada, principalmente por causa da ansiedade e da carência que ele demonstrava (Sabe aquela coisa, "eu to matando cachorro a grito"?), e segundo porque eu estava sofrendo uma pressão muito grande na escola à respeito.

Na época eu estava no 3º ano e as meninas da minha sala não admitiam que uma moça como eu com 18 anos nunca tivesse namorado, e mais ainda, que nunca tivesse beijado. Sabendo disso, elas tentavam me empurrar para o primeiro garoto que aparecia, e isso me deixava bastante chateada, já que elas não me respeitavam.

Juntando isso e outras coisas como o fato de eu ser muito sozinha e praticamente não ter amigos, acabei aceitando me encontrar com ele, e como eu já havia previsto, nosso primeiro beijo (e meu, principalmente), aconteceu naquele dia.

Isso foi na 3º semana, e quando completou um mês nós começamos a namorar. 
 Eu gostava dele, só que ele tinha algumas atitudes que eu não admitia, e embora eu falasse com ele, era como se eu não falasse nada!

Nosso namoro durou um pouco mais de um mês e fui eu quem terminou tudo. Foi um pouco difícil não por mim, mas por causa dele, pois, eu sabia q ele era muito apaixonado (acredito que no sentido de paixão mesmo, e não amor). Mas eu não podia ficar me maltratando e conviver com uma situação que não estava mais me deixando  feliz.

 O fato é que depois que eu terminei o namoro, ele simplesmente não larga do meu pé.

 Ele não se conforma de eu ter terminado tudo, e de tempos em tempos me pede pra readd no orkut, msn e afins, dizendo pra sermos só amigos. Eu sei que ele quer bem mais que amizade, e por isso me mantenho afastada.

Em dez de 2009 (eu ja estava com 21 anos), depois de tanta insistência, minha mãe falou pra eu dar uma chance e o adicionar no msn.
Conversamos por uma semana e esclarecemos um mal-entendido: ele achava que foi por causa da minha mãe que terminei o namoro, quando na verdade eu tomei a decisão por livre e espontanea vontade. Digo isso pois ele perguntou se a minha mãe sabia que a gente tinha voltado a se falar, e eu disse que foi ela quem pediu pra eu dar uma chance.

Depois disso ele sumiu do msn e só reapareceu no dia seguinte quase meia-noite, pra dizer que estava namorando.

Eu, sinceramente, fiquei hiper feliz, o que eu mais queria era que ele encontrasse alguém e vivesse a vida dele. Com isso eu sai de cena, e exclui ele do orkut e msn. Ele percebeu, achou que eu estava com ciumes, largou a menina e desde então voltou a me atazanar.

A última tentativa dele acredito q foi em abril desse ano (não lembro ao certo o mês) via facebook. Sabe aquela coisa, "a esperança é a última q morre"?

 A minha questão é: Como lidar com essa situação? Continuo ignorando os pedidos dele? Escrevo e falo tudo na cara, preto no branco? Eu não aguento mais isso!
 Quero viver a minha vida, mas ele, de certa forma, não deixa.

 Eu sei q a história foi um pouco longa, mas o fato é q não aguento mais! Quando eu penso que caiu no esquecimento, la vem ele com outro convite (de amizade é que não é)...

 Hoje eu tenho 22 anos e sempre procuro lembrar as coisas boas que aconteceram quando eu estava com ele, mas o que mais me martiriza é q a gente deveria ter se conhecido melhor e ter certeza dos sentimentos antes de ter dado o primeiro passo, e não ter ido com muita sede ao pote.

 Muito obrigada mesmo de coração, por ler essa mensagem!

@umombroamigo

Realmente você cometeu um erro ao excluir ele do perfil assim que ele disse que estava namorando. Você poderia ter deixado ele lá numa boa. 

Você significa algo pra ele, e já se tornou obsessão. Em geral a melhor solução pra isso é sumir do mapa, mas o principal você não fez, porque parece ter medo de ser grosseira. 
A verdade nem sempre é delicada, e quanto mais você deixar de falar com ele, abrir o jogo que não quer mais, ele não vai te deixar em paz. Suas atitudes brandas, sempre adicionando ele novamente nas redes sociais, sempre sendo delicada quando ele precisa de ouvir um NÃO, parecem se transformar pra ele em esperança. Tudo isso faz você parecer que ainda quer alguma coisa com ele. Diga a verdade, você não quer mais e tudo isso já foi muito longe. Ele não é adivinho de saber que você realmente NÃO quer que ele te procure mais. Seja firme no seu propósito como foi ao desabafar aqui. Evite contato depois disso, pois ele parece ser bastante infantil. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Por motivo de segurança não coloque seu endereço de e-mail em comentários públicos. Comentários serão moderados, se considerados impróprios, propaganda, spam, não serão liberados.